Manejo Clínico

MANEJO CLÍNICO

Manejo clínico da SIC-FI

O manejo clínico da Síndrome do Intestino Curto com Falência Intestinal (SIC-FI) difere conforme a necessidade de cada paciente e suas condições anatômicas. A Nutrição Parenteral Total (NPT) é um suporte de vida a esses pacientes que não conseguem absorver o mínimo de nutrientes. O que muda é a necessidade dela em termos de frequência, dias e horas por dia. Por outro lado, a NPT é instalada por meio de um cateter, que demanda uma série de cuidados de limpeza, controle de infecções no material, além da necessidade de contínuo monitoramento para que sejam identificadas possíveis complicações, das quais as hepáticas são as mais comuns.1,2

Além da NPT, outras medicações podem se tornar necessárias para tratar sintomas associados à SIC-FI ou tratar complicações associadas ao uso da NPT.2

Tratamento de sintomas e complicações que podem surgir em pessoas com SIC-FI2

Tratamento de sintomas e complicações que podem surgir em pessoas com SIC-FI2
SINTOMA OU
COMPLICAÇÃO
DESCRIÇÃO OPÇÃO DE
MEDICAÇÃO
SINTOMA OU COMPLICAÇÃO: Diarreia DESCRIÇÃO: Pelo menos três movimentos intestinais
moles, líquidos ou aquosos por dia
OPÇÃO DE MEDICAÇÃO: Antidiarreicos
SINTOMA OU COMPLICAÇÃO: Excesso de produção
de ácido gástrico
DESCRIÇÃO: Altos níveis de ácido gástrico, que
interferem na absorção de nutrientes
OPÇÃO DE MEDICAÇÃO: Agentes
antissecretórios
SINTOMA OU COMPLICAÇÃO: Supercrescimento
bacteriano no
intestino delgado
DESCRIÇÃO: Crescimento excessivo de bactérias
no intestino delgado
OPÇÃO DE MEDICAÇÃO: Antibióticos
Ícone médico

Procure sempre seu médico para orientações e decisões sobre os tratamentos mais adequados.

Referências

1. Pironi L, et al. Clin Nutr. 2016;35(2):247–307. 2. Hofstetter S, et al. Curr Med Res Opin. 2013;29(5):495–504.